sexta-feira, 15 de março de 2013

Epigrama

Amar, foder: uma união
De prazeres que não separo.
A volúpia e os desejos são
O que a alma possui de mais raro.
Caralho, cona e corações
Juntam-se em doces efusões
Que os crentes censuram, os loucos.
Reflecte nisto, oh minha amada:
Amar sem foder é bem pouco,
Foder sem amar não é nada.


La Fontaine (1621-1695)
(Trad. José Paulo Paes)

Domingo Moreno Otero (1882-1948), O Beijo

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...