quinta-feira, 17 de maio de 2012

Bundamel bundalis bundacor bundamor

Ralph Gibson, Eye-ass, 1975


Bundamel bundalis bundacor bundamor bundalei bundalor bundanil bundapão
bunda de mil versões, pluribunda unibunda
          bunda em flor, bunda em al
          bunda lunar e sol
          bundarrabil 

Bunda maga e plural, bunda além do irreal
arquibunda selada em pauta de hermetismo
          opalescente bun
          incandescente bun
meigo favo escondido em tufos tenebrosos
a que não chega o enxofre da lascívia
e onde
a global palidez de zonas hiperbóreas
concentra a música incessante
do girabundo cósmico.

Bundaril bundilim bunda mais do que bunda
Bunda mutante/renovante
que ao número acrescenta uma nova harmonia.
Vai seguindo e cantando e envolvendo de espasmo
o arco de triunfo, a ponte de suspiros
a torre de suicídio, a morte do Arpoador
          bunditálix, bundífoda
bundamor bundamor bundamor bundamor.

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)


Jan Saudek

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...